Contactos

CONJUPAB CONSELHO DE JUÍZES DE PAZ ECLESIASTICO E ARBITRAL DO ESTADO DA BAHIA

  • Pessoa de contato: LUIZ CARLOS LIMA
  • Telefone: +55 (71) 9200-34-39
  • MSN: CONCILIADOR72@YAHOO.COM.BR
  • Skype: CONCILIADOR72@YAHOO.COM.BR
  • Endereço postal: XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, Salvador, Bahia, Brasil

Horário de funcionamento

Renovações do site

CONJUPAB CONSELHO DE JUÍZES DE PAZ ECLESIASTICO E ARBITRAL DO ESTADO DA BAHIA

**CONJUPAB SOBRE NOVA DIREÇÃO, DEPOIS DO ULTIMO EPISODIO DE ENFERMIDADE DO PRESIDENTE QUE RESOLVEU PASSAR A CONJUPAB.

Curso de Mediação e Arbitragem à distância – EAD
Início próxima turma: imediato
Curso rico em materiais, atividades e exemplos práticos. Traz a teoria necessária para o perfeito entendimento da aplicação da mediação e da Lei 9.307/96 – lei da arbitragem –
O curso é oferecido em 08 aulas, sendo uma por semana, totalmente à distância. Para cada aula é oferecido material para 5 horas de atividades divididas entre material disponível no site do curso em forma de textos e , livros, artigos, vídeos
Matrículas: envie seu nome, endereço e e-mail para o e-mail conciliador72@yahoo.com.br ou no site www.conselhoarbitral.negociol.com.
Investimento: R$350,00 avista ou R$ 500,00 parcelado em 2x.
Plano de ensino
Ementa:

Propicia a aplicação de conhecimento, técnicas e ferramentas dos Meios Alternativos de Solução de Conflitos (MASC), centralizando o estudo com base nas legislações específicas e generalistas sobre o tema, especialmente no Brasil. Permitir o desenvolvimento de procedimentos que tenham por objetivo promover a pacificação social de conflitos. Estabelecer planos de ação e desenvolver estratégias capazes de cumprir com o aperfeiçoamento técnico e a mudança de conduta diante do conflito social.
Objetivos Gerais:

Preparar o aluno para entender e utilizar os MASC como ferramentas e técnicas socialmente importantes na pacificação de conflitos sociais. Contribuir para o entendimento e a redução do preconceito quanto a pacificação de conflitos promovida pela própria sociedade como prática de cidadania.
Objetivos Específicos:

Qualificar os alunos para que possam utilizar os MASC para melhor condução de seus negócios e maior desenvolvimento de sua atividade pessoal ou empresarial.
Trazer conceitos objetivos sobre mediação, conciliação, negociação e arbitragem, contratos e forma de contratação dos micro sistemas de solução de conflitos.
Permitir o conhecimento quanto as matérias jurídicas e as relações sócio jurídicas sujeitas ao regime dos MASC.
Apresentar o resultado jurídico e social dos MASC de forma que as atividades desenvolvidas com a utilização do sistema sejam socialmente úteis e juridicamente definitivas.

Conteúdo Programático:
Capitulo 1
1. Introdução
O uso da arbitragem para a solução de conflito
1.1. Justiça Privada
1.2. Características positivas do processo arbitral

Capitulo 2
Nascimento e desenvolvimento de um processo arbitral

2.1. Câmaras arbitrais
2.2. Pedido de instauração da arbitral
2.3. A sentença arbitral

Capitulo 3
Conflitos passíveis da arbitragem

Capitulo 4
A arbitragem na administração pública

Capitulo 5
O advogado no processo arbitral

Capitulo 6
A lei nº 9.307/96 comentada artigo por artigo

Capitulo 7
História da arbitragem ao longo tempo

Capitulo 8
Exemplos de processos arbitrais

Referencias Bibliográficas
Índice Alfabeto Remissivo